segunda-feira, 7 de março de 2011

Sou brega e careta, com orgulho!

Há algumas décadas atrás, as pessoas valorizavam os sentimentos. Amavam e sofriam de verdade. Nas canções, só se contavam histórias de dois apaixonados, que muitas vezes eram separados cruelmente pelo destino. O tempo foi passando, tudo isso foi sendo deixado de lado. Com a invenção de métodos contraceptivos, o sexo virou brincadeira; o bem mais sagrado e único que possuímos, o nosso corpo, foi sendo desvalorizado, qualquer um pode usar, abusar e fazer o que quiser. Hoje, se você demonstra seus sentimentos, é chamado de careta, de brega, ou então, só está mentindo para conseguir ir para a cama com alguém. Infelizmente, eu nasci na geração errada, mas, ainda acredito no amor, e que um dia encontrarei um homem "careta" pra viver comigo, para sermos felizes, na caretice do amor!

2 comentários:

  1. Infelizmente nascemos na geração errada "/. Òtimo texto ! *-*

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Sérgio!
    Pois é, infelizmente :/

    ResponderExcluir